Teoria Política
Código: 41068
Departamento: DCSG
ECTS: 6
Área científica: CIências Políticas
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

A unidade curricular de Teoria Política pretende dar a conhecer algumas das principais teorias políticas contemporâneas e promover a utilização desse corpo teórico para apreciar alguns dos problemas com que são confrontadas as sociedades atuais.

Paradigmas teóricos contemporâneos
Problemas políticos contemporâneos

No final da unidade curricular, as/os estudantes devem ser capazes de:
- Caracterizar as teorias políticas que marcam o pensamento político contemporâneo.
- Identificar os problemas contemporâneos que se colocam aos cientistas políticos.
- Relacionar as teorias políticas contemporâneas com os problemas identificados.

I – Paradigmas teóricos
Utilitarismo
Liberalismo
Libertarismo
Comunitarismo
Republicanismo
Democracia Deliberativa

II – Problemas contemporâneos
Pobreza absoluta
As migrações internacionais
Guerra Justa e Terrorismo

Bibliografia Principal:
Rosas, João Cardoso (org.), Manual de Filosofia Política, 2.ª edição, Coimbra: Edições Almedina.
Costa, Paulo Manuel (2015), "A Cidadania, o Universalismo e a Diferença", Revista Ciências Sociais Unisinos, Vol. 51, n.º 1, pp. 92-103, http://dx.doi.org/10.4013/csu.2015.51.1.10
Costa, Paulo Manuel (2015), "O interculturalismo político e a integração dos imigrantes: o caso português", Política & Sociedade, vol. 14, n.º 30, pp. 56-71, http://dx.doi.org/10.5007/2175-7984.2015v14n30p56
Sousa, Lúcio, Costa, Paulo Manuel (2015), "Refugiado, imigrante ou pessoa…? O poder de nomear", Plataforma Barómetro Social, 3.ª Série, Setembro 2015, http://barometro.com.pt/archives/1830

Bibliografia Complementar (não obrigatória):
Bäckström, Bárbara; Costa, Paulo Manuel; Albuquerque, Rosana & Sousa, Lúcio (orgs.) (2016), Políticas de igualdade e inclusão: reflexões e contributos I, Lisboa: CEMRI/Universidade Aberta
Dryzek, John S., et al. (eds.) (2006), The Oxford Handbook of Political Science, Oxford: Oxford University Press.
Espada, João Carlos, e Rosas, João Cardoso (2004), Pensamento Político Contemporâneo: Uma Introdução, Lisboa: Bertrand Editora.
Rosas, João Cardoso e Ferreira, Rita (2014), Ideologias Políticas Contemporâneas, Coimbra: Almedina.


 

E-learning.

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.