Organização e Gestão da Informação
Código: 12048
Departamento: DEED
ECTS: 8
Área científica: Ciências Documentais
Total de horas trabalho: 208
Total de horas de contacto: 25

Esta unidade curricular aborda as questões técnicas da cadeia documental, designadamente os aspetos que se prendem com a organização e tratamento da documentação e a recuperação da informação, com aplicação ao contexto de BE/CRE. Foca ainda a importância dessas áreas no suporte e encorajamento ao uso efetivo da documentação e o impacto da tecnologia neste domínio.

Organização da Informação
Gestão da Informação

1. Compreender, mobilizar e usar o conhecimento das novas tendências normativas de organização e gestão da informação bibliográfica no contexto da biblioteca escolar.
2. Desenvolver as competências teóricas e práticas necessárias a uma correta organização e descrição da informação biblioteconómica no que respeita à catalogação de recursos textuais, utilizando as normas preconizadas para a catalogação (ISBD, RPC, Unimarc) e as linguagens de classificação e indexação para a análise de conteúdo e representação de assuntos.
3. Problematizar e intervir no ecossistema de informação em mudança, no âmbito da biblioteca escolar.

1. Introdução aos conceitos
1.1. Organização da informação e do conhecimento
1.2. Fluxo de informação e cadeia documental: normalização e interoperabilidade
1.3. Do livro ao leitor: recuperação e difusão da informação
1.4. Atividades formativas
 
2. Descrição bibliográfica
2.1 Princípios, normas e regras internacionais de catalogação
2.2 Catálogo – função, estrutura, organização interna, evolução
2.3 Normas e regras de descrição bibliográfica e controlo de autoridades: ISBD, RPC, Unimarc
2.4 Atividades formativas
 
3. Análise e representação da informação
3.1 Organização e representação do conhecimento, linguagens documentais
3.2 Indexação: análise, síntese e representação (thesauri, descritores)
3.3 Classificação: análise, síntese e representação (classificações, notações)  
3.4 Atividades formativas

CARRIÓN GÚTIEZ, Manuel - Manual de bibliotecas. FGSR, 2009.

CARAVIA, Santiago - La biblioteca y su organización. Trea, 1995.

GUERRERO, José García - Utilidad de la biblioteca escolar: un recurso al servicio del proyecto educativo. Trea, 2010.

HORA, Isabel Piteira da - Organizar para despertar o desejo de aprender: a biblioteca escolar: regras para tratamento da documentação. IIE, 1995.

IFLA – Descrição bibliográfica internacional normalizada (ISBD). Edição consolidada. Lisboa: Biblioteca Nacional de Portugal, 2012.

IFLA - Manual UNIMARC: formato autoridades. Lisboa: Biblioteca Nacional de Portugal, 2011

IFLA – Manual UNIMARC: formato bibliográfico. Lisboa: Biblioteca Nacional de Portugal, 2008. 

MANIEZ, Jacques – Los lenguajes documentales y de clasificación: concepción, construcción y utilización en los sistemas documentales. Salamanca: Fundação Germán Sánchez Ruipérez; Madrid: Pirâmide, 1993.

MENDES, M.T. Pinto; SIMÕES, M.G. – Indexação por assuntos: princípios gerais e normas. Lisboa: Gabinete de Estudos a&b, 2002.

Regras portuguesas de catalogação. 3ª reimp. Lisboa: Biblioteca Nacional, 2000. Reed. ed. IPPC, 1984

SIMÕES, M.G. – Classificação decimal universal: fundamentos e procedimentos. Coimbra: Almedina, 2008

UDC CONSORTIUM - CDU – Classificação Decimal Universal: tabela de autoridade. 3ª ed. abreviada em língua portuguesa. Lisboa: Biblioteca Nacional, 2005.

E-learning

A avaliação tem caráter individual e implica a coexistência de duas modalidades: avaliação contínua (60%) e avaliação final (40%). Essa avaliação será desenvolvida na aplicação de formas diversificadas, definidas no Contrato de Aprendizagem da unidade curricular.

A frequência desta unidade curricular exige que os alunos possuam alguns conhecimentos da língua inglesa, capazes de permitir a leitura e interpretação de documentos de natureza diversa.