Igualdade, Exclusão Social e Cidadania
Código: 41102
Departamento: DCSG
ECTS: 6
Área científica: Sociologia
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

Esta unidade curricular desenvolve o conhecimento e a reflexão dos/das estudantes sobre a (des)igualdade nas sociedades contemporâneas, estimulando as suas capacidades de investigação e intervenção neste domínio. Discutem-se teoricamente as noções de igualdade, exclusão, pobreza, classe social e cidadania, as suas diferenças e inter-relações. Explora-se a articulação destes fenómenos com processos económicos, culturais e políticos, em diferentes escalas de análise. Trabalham-se estudos recentes sobre indicadores de desigualdade, em múltiplas dimensões, comparando e explicando a evolução observada em Portugal e noutras regiões do mundo. Identificam-se ações de promoção da igualdade, inclusão e cidadania. Os estudantes são estimulados/as e orientados/as para o desenvolvimento de pequenas atividades de investigação e de intervenção sobre (des)igualdade social nos seus contextos de vida.

Desigualdades
Inclusão
Direitos
Classe

•    Compreender a (des)igualdade, a exclusão/inclusão e a cidadania como construções socio-históricas;
•    Identificar indicadores de desigualdades, de exclusão e de cidadania, bem como mecanismos que os produzem, a diferentes níveis;
•    Desenvolver destrezas e princípios éticos para lidar com situações de desigualdade e exclusão, em contextos laborais e cívicos;
•    Conceber ações de promoção da igualdade, da inclusão e da cidadania, a nível local.

1.    Viver e trabalhar num mundo desigual
1.1 Igualdade, cidadania e justiça social
1.2    As desigualdades: dimensões e mecanismos
1.3    Das classes à exclusão social
1.4    As ciências sociais face às desigualdades sociais
 
2.    Como as desigualdades têm evoluído no tempo e variado no espaço?
2.1 Desigualdades vitais e de recursos
2.2 Preconceitos e discriminação
2.3 Indicadores de pobreza e exclusão social
2.4 Sistemas políticos, liberdade e participação cívica

3.    Promover a igualdade, a inclusão e a cidadania
3.1 O trabalho das agências internacionais
3.2 Planos e programas nacionais
3.3 A intervenção local
3.4    Desafios e responsabilidades da prática profissional

Almeida, J. F. (2013). Desigualdades e Perspetivas dos Cidadãos: Portugal e a Europa. Lisboa: Mundos Sociais.
Cabral, M. V.; Vala, J. e Freire, A. (2003). Desigualdades Sociais e Percepções da Justiça. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.
Carmo, R. (org.) (2013). Portugal, uma Sociedade de Classes. Lisboa: Le Monde Diplomatique.  
Costa, A. F. (2012). Desigualdades Sociais Contemporâneas. Lisboa: Mundos Sociais.
Paugam, S. (2003). A Desqualificação Social: Ensaio sobre a Nova Pobreza. Porto: Porto Editora.

Nota: os textos fundamentais de trabalho serão disponibilizados na sala de aula virtual

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.