Código: 41117
Departamento: DCSG
ECTS: 6
Área científica: Sociologia
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

Esta unidade curricular, de vocação essencialmente teórica, pretende examinar os principais paradigmas que têm configurado a análise sociológica na época contemporânea. O curso explora as teorias dos principais autores da sociologia após a Primeira guerra Mundial e articula essas perspectivas com quadros sociais concretos.

Pensamento sociológico
Teoria
Paradigma

Capacidade para conhecer as principais perspectivas teóricas que têm configurado a análise sociológica contemporânea.
- Capacidade para articular as diferentes abordagens teóricas com os novos paradigmas sociais da modernidade e da modernidade tardia.
- Capacidade para compreender e avaliar comparativamente as escolas de pensamento sociológico no seu potencial em explicar a realidade social.

 

Tema I

Renascimento Sociológico: as teorias sociológicas entre as guerras Mundiais
1. O desenvolvimento da Sociologia nos Estados Unidos
1.1. As Escolas de Chicago, Columbia e Harvard
2. O marxismo hegeliano
3. A Escola de Frankfurt e a Teoria Crítica
4. Cultural Studies

Tema II

A idade de ouro: as teorias sociológicas do pós II Guerra Mundial aos anos 70
1. Estrutural-funcionalismo
2. Teoria do conflito e neofuncionalismo
3. Reorganização do Interaccionismo: a perspectiva dramatúrgica e a etnometodologia
4. Análise estrutural dos factos sociais: Marxismo Althusseriano, Sociologia do Conhecimento e Semiologia
5. Teorias da Construção Social: Bourdieu, Berger e Luckmann

Tema III

A crise do paradigma: sobrevivência e novidade das teorias sociológicas a partir dos anos 80
1. A Teoria Social Feminista
2. A Teoria das Escolhas Racionais
3. Sociologia Histórica
4. Sociologia do Tempo e do Espaço
5. Teorias da Pós-Modernidade

 

- Ritzer, George (1996) – Modern Sociological Theory, McGraw-Hill Companies Inc. Ransome, Paul (2010) – Social Theory for Beginners, University of Bristol, The Policy Press.

- Turner, Bryan S., ed. (1996) – Teoria Social, Miraflores, Difel (availabe on-line)

      TURNER, B. ed. (1996), Teoria Social, Miraflores, Difel. (esgotado– disponibilizado na sala virtual
·          CRUZ, M. B. (1995). Teorias Sociológicas. Os Fundadores e os Clássicos (antologia de textos), Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.

·          FERREIRA, J. et al. (1995). Sociologia, Lisboa, McGraw-Hill.

·          HARRINTON, A. (2005). Modern Sociological Theory an Introduction. Oxford: Oxford University Press.
·          HERPIN, N. A Sociologia Americana, Escolas, Problemáticas e Práticas.Lisboa: Afrontamento.

·          MOUZELIS, N. (2008). Modern and Postmodern Social Theorizing bridging the Divide.Cambridge: Cambridge University Press.

·          SEIDMAN, S. and ALEXANDER, J. (2001). The New Social Theory Reader. London and NEW York: Routledge.
·          STONES, R. (1998) . Key Sociological Thinkers. London: MACMILLAN PRESS LTD.
·          vol. II, Petrópolis, Editora Vozes.

 

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.