Temas de Arqueologia
Código: 32018
Departamento: DCSG
ECTS: 7.5
Área científica: Arqueologia
Total de horas trabalho: 195
Total de horas de contacto: 25

A arqueologia em Portugal na actualidade: a profissionalização da arqueologia, suas áreas principais de actuação e competências das diversas entidades intervenientes. Legislação aplicável. A arqueologia de salvamento: presente e futuro.

Arqueologia de salvamento
Arqueologia Urbana
Arqueologia e Planeamento regional
Institutições e legislação

Conhecimento dos principais agentes interventores no domínio da Arqueologia em Portugal. Mecanismos reguladores da atividade arqueológica em Portugal; vetores de atuação e desenvolvimento futuro da atividade arqueológica.

 

São os seguintes os tópicos dos 5 conteúdos programáticos que serão desenvolvidos: 1) A Arqueologia em Portugal na atualidade: a profissionalização da prática arqueológica na década de 1980, entidades oficiais intervenientes e legislação aplicável. 2) A Arqueologia empresarial em Portugal. Breve resenha história e perspetivas futuras de atuação. 3) A Arqueologia Urbana no quadro da renovação e reabilitação dos centros históricos. 4 ) A Arqueologia nos Planos de Ordenamento e de Desenvolvimento regionais. 5) A Arqueologia e as grandes Obras Públicas.


 

ALARCÃO, J.; BARROCA, M.; CARDOSO, J. L.; VILAÇA, R., coord. (2012) – Dicionário de Arqueologia Portuguesa. Porto: Figueirinhas.
BUGALHÃO, J., ed. (2004) – Arqueologia na rede de transporte de gás: 10 anos de investigação. Lisboa: Instituto Português de Arqueologia (Trabalhos de Arqueologia,  39).
CARDOSO, J. L. (2007) – Pré-História de Portugal. Lisboa: Universidade Aberta.
Dossiês temáticos inseridos na revista  Al-Madan (publicaçãodo Centro de Arqueologia de Almada):
 - Arqueologia do Alqueva. Al-Madan. Almada. Série II, 11 (Dezembro de 2002);
 - Património e Ordenamento do Teritório. Al-Madan. Almada. Série II, 12 (Dezembro 2003);
 - Grandes projectos da Arqueologia portuguesa. Al-Madan. Almada. Série II, 16 (Dezembro 2008).

 

Blended learning

A avaliação tem caráter individual e implica a coexistência de duas modalidades: avaliação contínua (60%) e avaliação final (40%). Essa avaliação será desenvolvida na aplicação de formas diversificadas, definidas no Contrato de Aprendizagem da unidade curricular.

Parte das atividades de ensino e de aprendizagem relativas a esta unidade curricular serão realizadas em regime online, em ambiente de classe virtual, valorizando-se as formas de comunicação assíncronas. Serão realizadas algumas sessões presenciais de caráter obrigatório, definidas no Guia de Curso e no Contrato de Aprendizagem da unidade curricular.
Os estudantes têm de possuir um computador com ligação à Internet e endereço de correio electrónico. Esta unidade curricular é lecionada em língua portuguesa.
Importa referir que esta uc integra a realização de quatro sessões presenciais, incluindo visitas de campo, nas quais se apresentam e discutem na turma os diversos temas que serão ulteriormente aprofundados pelos estudantes recorrendo ao TI e ao TC. O desempenho individual de cada estudante nas referidas sessões presenciais, de frequência obrigatória, relativamente à assiduidade, e ao interesse no acompanhamento da exposição das matérias e da sua ulterior discussão, serão devidamente valorizados, conforme os critérios apresentados no respetivo Contrato de Aprendizagem da unidade curricular (CA).