Prática da Tradução: Espanhol-Português
Código: 31368
Departamento: DH
ECTS: 6
Área científica: Tradução
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

Esta Unidade Curricular visa o desenvolvimento de competências relacionadas com a prática da tradução espanhol-português desde uma perspetiva teórica e prática com especial relevância para a própria prática moderna da tradução.

De maneira geral, serão desenvolvidas competências da tradução desde diferentes ângulos linguísticos e culturais e, de maneira transversal, será trabalhada uma perspetiva da tradução de uma língua e cultura próxima como é a relação especial entre espanhol e o português.

Assim, serão desenvolvidas competências básicas do processo de tradução as quais serão aplicadas através de práticas de tradução desde vários planos e formatos com uma seleção de textos(escritos e audiovisuais) para a tradução variada desde a perspetiva do género textual, área temática ou formato em que acontece a prática da tradução. Sempre tendo em conta as diferentes valências de uma unidade linguística e cultural definidas pelo contexto.

Nesta linha, a reflexão sobre o ato de traduzir será uma linha geral de maneira a adquirir um conhecimento mais aprofundado dos processos internos e externo da tradução.

Paralelamente, serão desenvolvidas prática relativas às ferramentas de tradução assistida por computador (TAC) que irá ajudar o tradutor para automatizar, otimizar e melhorar a sua prática profissional.

Finalmente, será provocada uma reflexão prática sobre o código deontológico que acontece na transformação de um texto original para um texto traduzido.

Língua e cultura espanhola
Tradução


- Reflexão crítica sobre a problematização da tradução.
- Procurar, seleccionar e discriminar fontes da tradução.
- Identificar os perigos e vantagens da tradução nas línguas e culturas afins.
- Optimizar a prática da tradução profissional.
- Reflexão sobre a tomada de decisão mais adequada ao contexto e objetivo comunicativo.
- Consciencialização do código deontológico na tradução

1. A tradução: definição, conceitos envolvidos e características idiossincrásicas.
2. Ferramentas de apoio á tradução.
3. Traduzir línguas e culturas afins.
4. Traduzir nos diferentes gêneros.
5. Tradução da expressão cultural
 

Bibliografia principal: (ao longo do curso irão ser fornecidas outras referências teóricas e práticas.)

Bassnett, Susan (2003). Estudos de Tradução. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

Eco, Humberto (2005). Dizer Quase a Mesma Coisa. Sobre a Tradução. Miraflores: Difel.

Briones, A. (2002) “Dificultades de la traducción portugués-español vistas a través de la lingüística contrastiva”, Actas del IX Congreso Brasileño de Profesores de Español, Brasília: Consejería de Educación. Embaixada da Espanha, pp. 59-68

Duarte, João Ferreira (org.) (2001). A tradução nas Encruzilhadas da Cultura. Lisboa: Colibri.

Garcia Yebra, V (2006), Experiencias de un traductor. Madrid: Gredos.

Munday, Jeremy. Introdução aos Estudos de Tradução: Teorias e aplicações. Lisboa: Edições Pedago, 2012.

Pinilla, J. (2017). ¿Por qué es útil la teoría de la traducción para los traductores?.Revista Conexão Letras, 12(17). doi:https://doi.org/10.22456/2594-8962.75623

Albir, A. H. (2001). Traducción y traductología. Cátedra.

Asensio, R. M. (1999). La traducción de referencias culturales. Sendebar: Revista de la Facultad de Traducción e Interpretación, (10), 67-88.

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.


O pré-requisito para a inscrição nesta unidade curricular é competência de língua espanhola ao nível do C1 do QECR (i.e. a realização da unidade curricular Espanhol V ou equivalente).