Código: 41044
Departamento: DCSG
ECTS: 6
Área científica: CIências Políticas
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

Esta unidade curricular procura promover o estudo científico da Política Internacional através da apresentação dos seus principais conceitos, teorias, processos de elaboração, implementação, instrumentos de atuação, monitoria e avaliação. O estudante deverá procurar aplicar o estudo à realidade e à prática das relações internacionais nos seus acontecimentos mais relevantes, na sua evolução quotidiana e no impacto que podem ter ao nível das diferentes realidades nacionais.
 

Política Internacional
Organizações Internacionais
Elaboração, Implementação, Instrumentos, Monitoria e Avaliação de Política Internacional
UE - Política Externa e de Segurança Comum (PESC)

Pretende-se que no final da unidade curricular a/o estudante seja capaz de:
1. Compreender as competências internacionais dos Estados projetadas nas respetivas políticas externas.
2. Identificar as modalidades de interação internacional, incluindo competências das organizações internacionais.
3. Identificar a política externa enquanto política sectorial e expressão do "interesse nacional".
4. Compreender os processos de elaboração e persecução da política externa, os agentes, o ambiente envolvente, obstáculos e limitações.
5. Identificar os principais instrumentos de política externa, incluindo a diplomacia, propaganda e ação económica e modalidades de resolução pacífica de conflitos.
6. Apreender os principais factores de enquadramento analítico da política externa, monitorização e avaliação de resultados.
7. Analisar a Política Externa e de Segurança Comum (PESC) do espaço de integração político-económica mais desenvolvido - a União Europeia.

1 - Política Externa: Nações, Estados e suas Formas de Interação Internacional
2 - Organizações Internacionais: natureza, formas, modalidades e competências
3 - Interesse nacional e política externa
4 - Conceção e implementação da Política Externa
5 - Política Externa em ação: instrumentos da sua aplicação
6 - Processos e mecanismos de Análise e Avaliação de Resultados em Política Externa
7 - Política Externa e de Segurança Comum da União Europeia

Referência:

Marques dos Santos, Victor. 2012. Elementos de Análise de Política Externa. Lisboa: ISCSP

Complementar:
Beasley, Ryan K. et al. (eds). 2013. Foreign Policy in comparative perspective. Domestic and international influences on State behavior. London: Sage.
Costa, Carla et al. 2009. A União Europeia como Actor Global. Lisboa: ISCSP
Hudson, Valerie M. 2014. Foreign Policy Analysis. Maryland: Rowman & Littlefield.
Moreira, Adriano. 2011. Teoria das Relações Internacionais, Coimbra: Almedina (8ª edição).
Smith, Steve, Amelia Hadfield & Tim Dunne. 2012. Foreign Policy, theories, actors, cases. Oxford: Oxford University Press.

E-learning.

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.