Código: 61041
Departamento: DCSG
ECTS: 6
Área científica: Gestão
Total de horas trabalho: 160
Total de horas de contacto: 62

Esta unidade curricular visa dar os elementos fundamentais dos negócios globais das empresas e do contexto de globalização em que atuam as pequenas e medias empresas. Antes de mais, procede-se a uma definição da globalização enquanto processo e com a caraterização das suas diversas dimensões. Será também abordada a questão crítica da globalização e das despectivas dominantes que nem sempre se baseiam em dados rigorosos. Parte desta abordagem segue os ensinamentos dos estudos críticos das organizações.  Será abordado o tema da implicação para a empresa das várias dimensões da globalização (económica, cultural, política, social e de gestão). Serão ainda abordados os temas do risco, da incerteza do comércio internacional, as oportunidades e perigos da internacionalização dos negócios, a complexidade e a sustentabilidade das atividades comerciais numa perspetiva global.

Globalização
Gestão da internacionalização
Gestão
Sustentabilidade

As competências são os fundamentos para entender o funcionamento da economia internacional e a gestão numa  perspectiva global como as funções e dimensões críticas da gestão na internacionalização das organizações. O aluno deve perceber melhor o que se entende por cultura organizacional, contratos internacionais, negociações e diversidade de contextos organizacionais e culturais. O aluno será capaz de emitir diagnósticos e realizar análise fundamentada dos desafios e das oportunidades de internacionalização de uma empresa e quais são as diferenças entre processos de internacionalização e de globalização.

1. Introdução à globalização e internacionalização
2. Desafios e riscos da internacionalização.
3  Dimensões da globalização
4. Tópicos de globalização (sustentabilidade, etc.)
5. Teoria organizacional e globalização.
6. Modelos e aplicações

Bibliografia Obrigatória
José Moleiro Martins (2011) Internacionalização e Globalização de Empresas, Lisboa: Edições Silabo
 
Vários textos académicos recentes estão disponibilizados na plataforma.
 
Bibliografia Adicional (obrigatória, disponível na plataforma)
Jacquinet, M. (2019). Internacionalização. In J. Jardim, Dicionário de Educação em Empreendedorismo (1st ed., pp. 6).  Lisboa: Editora Gradiva.[facultado pelo docente, uso restrito na plataforma por causa de direitos de autor, fair use]Jacquinet, M. (2019). Internacionalização. In J. Jardim, Dicionário de Educação em Empreendedorismo (1st ed., pp. 6).  Lisboa: Editora Gradiva.[facultado pelo docente, uso restrito na plataforma por causa de direitos de autor, fair use]
Jacquinet, M. (2019). “Tomada de decisão”. In J. Jardim, Dicionário de Educação em Empreendedorismo (1st ed., pp. 6).  Lisboa: Editora Gradiva.[facultado pelo docente, uso restrito na plataforma por causa de direitos de autor, fair use]
 Existem ainda um conjunto de textos pedagógicos disponibilizados ou na plataforma ou no repositório aberto da Universidade Aberta

Bibliografia complementar (disponibilizada na plataforma)
 
Downey, C., Curado, H., & Jacquinet, M. (2016). The Emergence of Biobanks: Between Ethics, Risks, and Governance. In M. Cruz-Cunha, I. Miranda, R. Martinho, & R. Rijo (Eds.), Encyclopedia of E-Health and Telemedicine (pp. 169-178). Hershey, PA: IGI Global. doi:10.4018/978-1-4666-9978-6.ch014
Ferreira Cascão, 2014, Gestão de Competências, do Conhecimento e do Talento:  O estado da arte da teoria e as melhores práticas na gestão das pessoas, Lisboa: Sílabo
Jacquinet, M., Curado, H., Nobre, Â. L., Sousa, M. J., Arraya, M., Pimenta, R., & Martins, A. E. (2018). Management of Tacit Knowledge and the Issue of Empowerment of Patients and Stakeholders in the Health Care Sector. In I. Management Association (Ed.), Health Care Delivery and Clinical Science: Concepts, Methodologies, Tools, and Applications (pp. 1122-1146). Hershey, PA: IGI Global. doi:10.4018/978-1-5225-3926-1.ch056 [facultado pelo docente, uso restrito na plataforma por causa de direitos de autor, faire use]
Raleigh, C., & Urdal, H. (2007). Climate change, environmental degradation and armed conflict. Political Geography, 26(6), 674–694. doi:10.1016/j.polgeo.2007.06.005
 

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.

Boas competências na ótica do utilizador: Processador de texto; Internet.
Os textos base estão escritos em Português, sendo desejável que o aluno tenha domínio da língua inglesa para poder utilizar livros e textos complementares.