Ética Empresarial
Código: 61044
Departamento: DCSG
ECTS: 6
Área científica: Gestão
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

A unidade curricular propõe estudar atividades, decisões e situações de negócios onde são contemplados aspetos de “certo” ou “errado”, não num sentido financeiro, comercial ou estratégico mas, em oposição, considerando a dimensão moral. Organiza-se do seguinte modo: discorre-se sobre o significado de ética e a sua aplicação ao campo da business ethics, abordam-se as teorias éticas normativas e descritivas, e situa-se o tema nas principais áreas contíguas atuais - responsabilidade social, desenvolvimento sustentável e teoria dos stakeholders.

Terminamos com a análise a relatórios de sustentabilidade. Ao longo da UC olharemos de forma crítica para a SER, procurando desconstruir alguns dados adquiridos.

 

Ética empresarial
Stakeholders
Responsabillidade social das empresas
Desenvolvimento sustentável

Espera-se que o aluno ao concluir esta unidade curricular esteja capaz de:
•    Discutir em que consiste a ética empresarial;
•    Identificar as principais correntes éticas;
•    Compreender a teoria dos stakeholders e suas relações com a ética empresarial;
•    Compreender a responsabilidade social das empresas e suas relações com a ética empresarial;
•    Compreender a relação entre desenvolvimento sustentável e empresas;
•    Compreender o papel da governança;
•    Distinguir instrumentos de promoção da RSE;
•    Discutir e refletir sobre as principais críticas à RSE.

1-    Introdução
2-    Fundamentos éticos
3-    Áreas conexas à ética empresarial
3.1- Desenvolvimento Sustentável;
3.2- Responsabilidade Social das Empresas
3.3- Teoria dos stakeholders
3.4- Governança
4-    Ferramentas e técnicas de RSE
5-    Críticas à RSE

Recursos bibliográficos disponibilizados na plataforma:
Almeida, F. (2007: 31-43; 57-89; 147-206) Responsabilidade Social das Empresas e Valores Humanos. Tese de doutoramento. Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, Brasil.
Almeida F. (2010: 33-36) Ética, Valores Humanos e Responsabilidade Social das Empresas. Cascais: Princípia.
António, N. (2006:117-139) Estratégia Organizacional: do posicionamento ao movimento. Edições Sílabo.
Blowfield, M. & Murray, A. (2008:24-36) Corporate Responsibility: A Critical Introduction. Oxford Press.
Comte-Sponville, A. (2004:36-41) O Capitalismo será Moral?. Mem Martins: Editorial Inquérito.
Fontoura, Y., Naves, F., de Sousa Teodósio, A. D. S., & Gomes, M. V. P. (2019). “Da Lama ao Caos”: Reflexões sobre a Crise Ambiental a as Relações Estado-Empresa-Sociedade. Farol-Revista de Estudos Organizacionais e Sociedade, 6(15), 17-41.

GRI & UN Global Compact (2018) Integrando os ODS nos Relatórios Corporativos: Uma Guia Prático.
Lara, L. G. A., & de Oliveira, S. A. (2018). Sociedade de Decrescimento: Uma Resposta para o Desenvolvimento (In)Sustentável?. Farol-Revista de Estudos Organizacionais e Sociedade, 5(13), 684-722

Lopes, M. (2015:9-15; 25-36; 44-49; 84-94) A Influência dos Stakeholders na Responsabilidade Social Empresarial Estratégica. Tese de doutoramento. ISCTE.
Nações Unidas (2015) A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.
pwc (2018) Os desafios das empresas portuguesas na priorizaçãodos ODS e no relato não-financeiro.
Reimão, C. (2011) A presença de ética nas empresas. Economia & Empresa, 12. pp.83-100.
Schwarz, H. (2005:67-74) Perspetivas ecológicas em economia. Oeiras: Celta Editora.
Solomon, R. (1993) A ética empresarial. In Peter Singer (Ed.) A companion to business ethics. Blackwell.
Recursos visuais não disponibilizados na plataforma:
The Corporation (2003) Realizado por Mark Achbar & Jennifer Abbott. Sinopse e capa em http://www.imdb.com/title/tt0379225/?ref_=fn_al_tt_1. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=Zx0f_8FKMrY
Bibliografia Complementar:
Blowfield, M. & Murray, A. (2008:24-36) Corporate Responsibility: A Critical Introduction. Oxford Press.
Crane, A., Matten, D., Glozer, S. & Spence, L. (2019) Business Ethics. Oxford
Dyke, J. Why we should care about future generations?. Vídeo.
Freeman, E., Stakeholder Theory. Vídeo.
Mitchell R., Agle B. & Wood D. (1997). Toward a theory of stakeholder identification and salience: defining the principle of who and what really counts. Academy of Management Review 2: 853–886.
Moreira, J. (1999) A Contas com a Ética Empresarial. Principia.
Rachels, J. (2012) Elementos de Filosofia Moral. Gradiva.
Rego, A., Cunha, M., Costa, N., Gonçalves, H. & Cardoso, C. (2007) Gestão ética e socialmente responsável. Rh editora.
Romeiro, A. (2011) Desenvolvimento sustentável uma perspectiva econômico-ecológica. Texto para Discussão. IE/UNICAMP, Campinas, n. 195.
Sánchez, G. (2017). Análisis discursivo del relato empresarial sobre responsabilidad social corporativa. Coordenadas narrativas y prácticas discursivas. Recerca, Revista de Pensament I Anàlisi, 20. pp. 127-156.
Santos, J. (2012) Introdução à Ética. Documenta.
Van Parijs, P. & Arnsperger, C. (2005) Ética económica e social. Afrontamento.
 

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.

Boas competências na ótica do utilizador: Processador de texto; Internet.
Domínio da língua inglesa para leitura e compreensão de livros e textos.