Estudos Europeus I
Código: 31016
Departamento: DH
ECTS: 6
Área científica: Estudos Europeus
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

A Unidade Curricular aborda a noção de Europa e a construção dos seus valores culturais desde a Antiguidade Clássica até aos primeiros passos da União Europeia, na segunda metade do século XX. Isto é, a Unidade Curricular representa uma introdução à história cultural e das ideias de Europa através de uma recapitulação sistemática das etapas mais importantes que caracterizam o processo de desenvolvimento europeu. Assim, a questão principal da Unidade Curricular consiste numa apresentação metódica e sistemática do modo como a Europa se formou, começando na Antiguidade e as suas heranças religiosas, continuando com as etapas formativas na Idade Média e no Renascimento, com a época do Iluminismo e da Revolução Francesa, com o “longo século XIX”, chegando finalmente ao “curto século XX” e às primeiras tentativas de integração europeia através da fundação da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço. No entanto, não se trata de uma simples crónica de acontecimentos no espaço geográfico da Europa, mas, sim, de uma tentativa de demonstrar que a identidade europeia é mais um processo do que uma entidade fixa, mais uma interligação do que uma sequência de acontecimentos.

  • Europa
  • História Cultural
  • Cultura Europeia
  • Civilização Europeia

Objetivos de aprendizagem e competências a desenvolver. Em termos de conteúdo, o estudante deverá:

  • Obter conhecimentos sólidos sobre a história cultural da Europa e sobre os temas cen-trais dentro do quadro desta evolução, entendendo a Europa como um processo civilizacional inacabado;
  • Adquirir conhecimentos sólidos sobre as origens, as interpretações e as transformações da ideia de Europa durante as diferentes épocas históricas e nos diferentes contextos socioculturais;
  • Ter uma compreensão clara dos diferentes acontecimentos, projetos, instruções e atores que contribuíram para a construção de uma entidade europeia, política e culturalmente unida;
  • Desenvolver um raciocínio independente e crítico perante a questão europeia e o estado atual da Europa, conseguindo valorizar a herança patrimonial europeia.

  • A Europa nas Antiguidades Clássica e Tardia: mitologia, geografia e valores
  • A Idade Média: a emergência da Europa
  • O Renascimento, a Reforma Protestante e a Contrarreforma
  • A ideia da “Paz Perpétua” e os pensadores do Iluminismo
  • A Europa a partir da Revolução Francesa
  • O suicídio da Europa na primeira metade do Século XX
  • O ressurgimento e a divisão da Europa nos anos pós-Segunda Guerra
  • A primeira comunidade europeia (1950-1957)

Bibliografia:

  • Em cada tópico são disponibilizados online os textos de leitura obrigatória.
  • Franco, José Eduardo; Cieszynska, Béata; Pinheiro, Teresa (coords.) (2013). Repensar Europa. Gradiva.
  • Jenkins, Simon (2019). Breve História da Europa. Editorial Presença.
  • Ribeiro, Maria Manuela Tavares (2003). A Ideia de Europa, Uma Perspectiva Histórica. Quarteto.

Bibliografia Complementar:

  • Burke, Peter (2019). What is Cultural History? Polity.
  • Le Goff, Jacques (2007). As Raízes Medievais da Europa. Editora Vozes.
  • Morin, Edgar (2010). Pensar a Europa. Publicações Europa-América.
  • Padgen, Anthony (ed.) (2007). The Idea of Europe, from Antiquity to the European Union. Cambridge University Press.
  • Rietbergen, Peter (2020). Europe: A Cultural History. Routledge.
  • Steiner, George (2017). A Ideia de Europa. Relógio d’Água.
  • Stoica, Alina (2015). History of the European Idea. From Origins until the mid-20th century. Lambert Academic Publishing.
  • Zweig, Stefan (2017). O Mundo de Ontem: Recordações de um Europeu. Assírio & Alvim.

E-learning

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.