Estudos Culturais
Código: 51139
Departamento: DH
ECTS: 6
Área científica: Cultura
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

A fim de se clarificarem algumas situações relacionadas com a complexidade dos estudos culturais, propõe-se uma leitura crítica de textos de diferentes autores que possibilitem a análise das questões debatidas em torno desta área e proporcionem uma visão do mundo em termos de nacionalidade e identidade nacional, colonialismo e pós-colonialismo, raça e etnia, cultura popular, ciência e ecologia, género e sexualidade, cidadania, história e cultura global numa era pós-moderna.

  1. Cultura
  2. Sociedade
  3. História
  4. Identidade

No final da unidade curricular o estudante deve ter adquirido as seguintes competências:
• capacidade de reflexão crítica sobre os diferentes conceitos de cultura;
• capacidade de análise de textos relacionados com questões culturais no âmbito da arte, da arquitectura, dos media digitais, da imprensa, da televisão e do cinema;
• capacidade de relacionar uma obra com o seu contexto cultural, social e político;
• capacidade de redigir um comentário ou ensaio;
• capacidade de relacionar dados e problemáticas com os temas estudados.

1. Compreender o mundo contemporâneo. Definição de conceitos
• O conceito de cultura
• Evolução do conceito de cultura
2. Os objetos da antropologia
• Economia, ambiente, ecologia
• Antropologia da representação
• A questão da identidade
3. Sistemas de pensamento
• O sistema simbólico
• O sistema ideológico
• A importância do contexto
• A cultura enquanto produção histórica
4. A cultura como mundo e como mercado
• O hipercapitalismo ou a cultura global do mercado
• Uma cultura hipertecnológica
• A nova cultura do indivíduo
• Uma cultura de hiperconsumo

Barker, Chris. Cultural Studies. Theory and Practice, 2 ed. London:Sage Publications, 2003
Colleyn, Jean-Paul. Elementos de Antropologia Social e Cultural. Lisboa: Edições 70, 2005
Eagleton, Terry. The Idea of Culture. Oxford: Blackwell Publishers, 2000
Frow, John. Cultural Studies and Cultural Value. Oxford: Clarendon Press, 1995
Lipovetsky, Gilles, Jean Serroy. A Cultura-Mundo. Resposta a uma Sociedade Desorientada. Lisboa: Edições 70, 2008
Pires, Maria Laura Bettencourt. Teorias da Cultura. Lisboa: Universidade Católica Editora, 2004

E-learning.

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.