Código: 21041
Departamento: DCET
ECTS: 6
Área científica: Matemática
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 26

Esta unidade curricular é a consolidação de conhecimentos de Estatística na área da Inferência Paramétrica e Não Paramétrica. Apresentando também uma pequena componente computacional em R. Com a introdução da análise de variância a um factor, inicia-se o estudo das técnicas avançadas de comparação de níveis.

Inferência estatística
Testes de hipóteses
Intervalos de confiança
Análise de Variância

Ao concluir esta unidade curricular o estudante deverá ficar apto a:
  • interpretar e resolver problemas de Inferência Estatística Paramétrica e Não-Paramétrica.
  • saber identificar se os dados são provenientes de uma população com uma determinada distribuição e se há independência entre amostras;
  •  saber estabelecer testes de hipóteses e intervalos de confiança e proceder à respectiva interpretação; tanto a nível conceptual como utilizando o R.
  • saber usar técnicas estatísticas na comparação de vários níveis de um factor.

1. Introdução à Inferência Estatística
2. Estimação pontual
3. Estimação por Intervalos de Confiança
4. Testes de Hipóteses Paramétricos
5. Testes de Hipóteses Não Paramétricos
6. Análise de variância a um factor
O R será introduzido como ferramenta computacional para a análise e interpretação de dados nos conteúdos 2, 3 e 4.

Bibliografia Obrigatória:
Figueiredo, F., Teles, P., Figueiredo, A., Ramos A., Inferência Estatística Problemas resolvidos e propostos com aplicações em R, Escolar Editora (2017)
 
Bibliografia Complementar:
T. Oliveira & A. Oliveira: Estatística Computacional, (Texto de apoio) (disponibilizado online)
T. Oliveira: Estatística Aplicada, cap.1-5. Edições Universidade Aberta, 2004 (disponibilizado online)
Elizabeth Reis, Paulo Melo, Rosa Andrade, Teresa Calapez, Estatística Aplicada – Vol 2. Edições Sílabo, 2018.
Pedrosa, A. C., Gama, Sílvio Marques A., Introdução Computacional à Probabilidade e Estatística, Porto Editora, 2007.

E-learning

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.

Pré-requisitos: conhecimentos básicos de probabilidade e estatística (UC 21037 Elementos de Probabilidades e Estatística)