Educação e Desenvolvimento
Código: 11049
Departamento: DEED
ECTS: 6
Área científica: Ciências da Educação
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

Nesta unidade curricular serão trabalhados os documentos estruturantes produzidos por agências nacionais e internacionais, sobre questões de desenvolvimento em contexto internacional e nacional, procurando-se assim atender à relevância da relação entre educação e modelos de desenvolvimento numa perspetiva histórica e atual. Conhecendo os principais mecanismos de regulação da educação no contexto da União Europeia bem como os objetivos de desenvolvimento para os seus Estados-membros.

Educação
Globalização
Organizações Internacionais
Indicadores de I&D

  • Compreender, concetualizar e investigar fenómenos educativos;
  • Conhecer e avaliar políticas, instituições, sistemas e organismos educativos;
  • Caracterizar os principais modelos de desenvolvimento atuais;
  • Compreender as implicações recentes dos modelos de desenvolvimento no campo educativo;
  • Refletir sobre as consequências das agendas globais impulsionadas pelas organizações internacionais na esfera da educação;
  • Conhecer os principais marcos de desenvolvimento do projeto de uma União Europeia de países; 
  • Identificar a estratégia de desenvolvimento da União Europeia;
  • Identificar os principais objetivos definidos pela União Europeia para a Educação e Formação;
  • Situar o progresso de Portugal face aos objetivos definidos para a educação e formação na Europa;
  • Caracterizar a situação de Portugal em termos de indicadores de Educação, Sociedade e I&D.

TEMA 1 – A EDUCAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DAS SOCIEDADES
A problemática da educação e o desenvolvimento. A emergência de um novo pensamento educativo e de novos fins para educação. A evolução e o contexto atual das políticas educativas face ao desenvolvimento. Os grandes projetos estatísticos e a Avaliação da Educação.
Neste tema pretende-se que explorem as relações entre a educação e os modelos de desenvolvimento das sociedades e as implicações que tiveram no campo educativo.


TEMA 2 – Portugal e a União Europeia
Portugal no contexto da União Europeia. A estratégia de desenvolvimento da Europa. As metas educativas europeias a atingir até 2020.
Neste tema pretende-se que seja confrontado com a estratégia de desenvolvimento da União Europeia, visto ser a principal organização internacional com influência na definição das políticas portuguesas, particularmente na educação.
 
TEMA 3 – INDICADORES DE EDUCAÇÃO EM PORTUGAL
Educação. Ciência e Tecnologia. Empresas e investimento em I&D.
Neste tema vamos tentar caracterizar a situação de Portugal em termos de indicadores de Educação, mas vamos, também, analisar outros indicadores.

Vídeo da autoria da prof. Cláudia Neves sobre as relações entre Educação e Desenvolvimento.
Afonso, A. J. (2009). Nem tudo o que conta em educação é mensurável ou comparável. Crítica à accountability baseada em testes estandardizados e rankings escolares. Revista Lusófona de Educação, 13, 13-29.
Neves, C. (2009). Aprendizagem ao longo da vida na União Europeia. Análise crítica e comparativa das estratégias de aprendizagem ao longo da vida de cinco estados-membros. Tese de doutoramento apresentada à Faculdade de Ciência e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa.
Fundação Francisco Manuel dos Santos (2015). Retrato de Portugal Pordata - Edição 2015. Lisboa. Fundação Francisco Manuel dos Santos.
Fundação Francisco Manuel dos Santos (2015). Retrato de Portugal na Europa - Edição 2015. Lisboa. Fundação Francisco Manuel dos Santos.
Marques, F., Aníbal, G., Graça, V. & Teodoro, A. (2008). A unionização das políticas educativas no contexto europeu. Revista Iberoamericana de Educación, 48, 93-110.
União Europeia (2015). Monitor da Educação e da Formação 2015 - Portugal. Luxemburgo. Serviço das publicações da União Europeia.
Education at a Glance 2015. (2015). Paris: OCDE.
 

E-learning

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.