Arte e Património Religioso
Código: 31009
Departamento: DCSG
ECTS: 6
Área científica: Estudos do Património
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

A presente unidade curricular tem como principal objeto de estudo o património arquitetónico, como lugar para onde convergem as manifestações mais relevantes do religioso. A sinagoga, a mesquita e a catedral serão analisadas do ponto de vista artístico e espacial, procurando-se caracterizar o seu perfil arquitetónico. As principais profissões religiosas serão abordadas em confronto.

Arte
Judaísmo
Islamismo
Cristianismo

Capacidade para reconhecer os principais testemunhos arquitetónicos das principais religiões em estudo
Capacidade para relacionar a profissão religiosa e a orgânica arquitetónica do património edificado.

1. Arquitetura e Religião Judaica
2. A Arquitetura Islâmica
3 – A tipologia da Arquitetura Cristã (entre a Idade Média e a Época Contemporânea)

Paulo PEREIRA, Arte Portuguesa – História Essencial, Lisboa, Círculo de Leitores, 2011. (esta obras não será disponibilizada na plataforma)

- textos fornecidos na plataforma:
Sergio EKERMAN, “Sinagogas e o processo de renovação da arquitectura ligada ao Judaísmo”, in Arquitextos, nº 8, 2007.
Cláudio TORRES e Santiago MACIAS, “A Arte Islâmica no Ocidente Andaluz”, in História da Arte Portuguesa, vol. I, Paulo PEREIRA (dir.), Lisboa, Círculo de Leitores, 1995, pp. 151-177.
Leonardo BENEVOLO, História da Cidade, Rio de Janeiro, Perspetiva, 4ª ed., 2009.

E-learning

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.

Os estudantes têm de ter acesso a um computador com ligação à Internet, ter um endereço de correio eletrónico e, desejavelmente, possuir literacia informática na perspetiva do utilizador.