Antropologia Geral
Código: 41098
Departamento: DCSG
ECTS: 6
Área científica: Antropologia
Total de horas trabalho: 156
Total de horas de contacto: 15

A antropologia não é uma ciência das sociedades longínquas e exóticas, nem das pequenas comunidades ou das sociedades simples e fechadas. Interessa-se pelo Ser Humano (άνθρωπος - anthropos) como objeto de estudo (λόγος, logos), conhecimento, discurso. A disciplina institucionaliza-se como ciência no século XIX e acompanhou a expansão colonial, industrial, científica e tecnológica europeia, focalizando-se nas sociedades ditas “primitivas” ou “longínquas”, para, como numa situação de laboratório, compreender a organização “complexa” da sua própria sociedade. Após a descolonização, a Antropologia regressa aos países de onde partira, mas permanece também nesses terrenos antropológicos afirmando, num e noutro lado, as relações e comparações entre as sociedades, e a sua pertinência e contemporaneidade. Nesta unidade curricular abordaremos de forma introdutória os conceitos fundamentais da Antropologia Social e Cultural, os seus contextos, a sua dimensão integrativa e alguns dos seus domínios de estudo. Centrar-nos-emos numa antropologia para a nossa época, antropologia nas sociedades contemporâneas sem deixarmos de explorar a sua dimensão histórica e os seus instrumentos metodológicos.

Antropologia contemporânea
Teorias antropológicas
Antropologia aplicada
Campos de estudo da antropologia

No final desta unidade curricular o/a estudante deverá ser capaz de:
•    analisar e interpretar a complexidade da diversidade cultural no mundo atual;
•    contextualizar e constituir conhecimento teórico com base em dados etnográficos;
•    reconhecer e compreender os processos de (re)produção e transformação social nas interações humanas.
•    identificar e explicitar a dimensão aplicada da antropologia nas sociedades contemporâneas.

1. O campo e o método da antropologia
1.2. A antropologia e a compreensão do mundo contemporâneo
1.2 A metodologia de investigação antropológica

2. Teorias e práticas antropológicas
2.1 Teorias clássicas e debates contemporâneos
2.2 Antropologia Aplicada: entre a academia e a prática  

3.Campos e objetos da antropologia social e cultural
3.1 Antropologia e parentesco
3.2 Antropologia e poder 

 Sousa, Lúcio. 2018. Textos de Antropologia Geral. Lisboa: Universidade Aberta. [disponibilizado na sala de   aula]

Batalha, Luís. 2005. Antropologia – Uma perspectiva holística. Lisboa: ISCSP – UTL.
O`Neil, Brian. 2006. Antropologia Social – Sociedades complexas. Lisboa: Universidade Aberta.  
Ribeiro, José. 2003. Métodos e técnicas de investigação em Antropologia. Lisboa: Universidade Aberta.  
Sousa, Lúcio. 2014. “Antropologia aplicada: desenvolvimento, modelos de trabalho e desafios éticos”. In Revista VERITAS, Díli: Programa de Pós-Graduação e Pesquisa da UNTL. Vol. 2, nº 4. pp. 81-97.
- na sala de aula virtual serão indicados recursos específicos para cada tema.

O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.