Doutoramento em Sustentabilidade Social e Desenvolvimento
Vídeo

Vídeo de apresentação

Despacho de Abertura Propinas Regime: Ensino a distância, online Língua de Ensino: Português

O doutoramento  visa qualificar profissionais em estudos avançados na área do desenvolvimento sustentável, nas vertentes ambientais e sócio-económicas. Tem como principais destinatários todos os que pretendem desenvolver investigação avançada nesta área de estudo, nomeadamente os ligados ao setor terciário e ao setor público, ao ensino e formação,  quadros de empresas e de organizações internacionais cuja área de atuação seja o desenvolvimento e a responsabilidade social e investigadores.

As condições de acesso ao Programa de Doutoramento em Sustentabilidade Social e Desenvolvimento são as seguintes:

  • Titulares do grau de mestre ou equivalente legal em qualquer ramo do conhecimento;
  • Titular de um grau de licenciado e detentor de currículo científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico;
  • Detentor de um currículo escolar, científico ou profissional, que tenha sido reconhecido pelo Conselho Científico da Universidade Aberta como atestando a capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

Além das condições de acesso acima referenciadas, são pré-requisitos fundamentais para admissão ao Programa de Doutoramento:

  • Acesso a um computador com ligação à Internet;
  • Experiência de navegação e pesquisa na Internet;
  • Bons conhecimentos de língua inglesa.

O número de candidatos a admitir é definido no Despacho de Abertura.

No caso de não haver um número mínimo de candidatos que justifique a abertura e o funcionamento do Programa de Doutoramento, poderão ser selecionados provisoriamente
candidatos que cumprem os requisitos enunciados, ficando a obtenção do grau de doutor circunscrita à “elaboração de uma tese original e especialmente elaborada para este fim”, de acordo com a alínea a) do art. 31.º do Decreto-Lei 74/2006 de 24 de março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 2 de junho e pelo Decreto-Lei n.º 230/2009 de 14 de setembro. Contudo, a admissão e a inscrição em doutoramento, nestas condições, exige a aprovação por parte do Conselho Científico da Universidade Aberta de um projeto de tese na especialidade requerida, apresentado pelo candidato, acompanhado de proposta de um orientador e da anuência expressa deste.

O ciclo de estudos está acreditado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES)

Acreditação

Guião de auto-avaliação

A 1ª parte do Programa de Doutoramento é lecionada em regime de ensino a distância, na modalidade online, utilizando a plataforma de e-learning em uso na Universidade Aberta. O 1º semestre é antecipado por um módulo inicial, totalmente virtual, com a duração de 2 semanas, com o objetivo de ambientar os estudantes quer ao modelo pedagógico virtual da Universidade e características do contexto de ensino online deste programa de doutoramento, quer às ferramentas de elearning necessárias à frequência. A 2ª parte do Programa de Doutoramento é dedicada fundamentalmente à realização de investigação. A apresentação e discussão da tese de doutoramento são realizadas em sessão presencial, de natureza pública, especialmente convocada para o efeito.

O programa de Doutoramento em Sustentabilidade Social e Desenvolvimento é lecionado em parceria entre o Departamento de Ciências e Tecnologia e o Departamento de Ciências Sociais e de Gestão.

Estrutura Curricular:

O Programa de Doutoramento em Sustentabilidade Social e Desenvolvimento organiza-se com base numa 1.ª parte, de natureza curricular, com a creditação de 60 ECTS, a que se seguirá uma 2.ª parte, dedicada fundamentalmente à investigação com uma creditação de 120 ECTS. Considera-se que está apto a dedicar-se à realização da investigação para a elaboração de uma tese original nos semestre seguintes após a conclusão da parte curricular e aprovação do projeto de tese por parte do Conselho Cientifico da Universidade Aberta.
Nos semestres correspondentes à 2.ª parte do Programa de Doutoramento (Seminário de Tese I e II), o estudante realiza a investigação planeada, sob a supervisão do orientador de tese, e do co-orientador, caso exista.